A tecnologia de blockchain terá o maior impacto sobre o futuro da próxima década economia mundial, segundo Don Tapscott, um dos maiores visionários da tecnologia digital. A Internet criou a era da intermediação da informação, onde bancos, governo, grandes empresas, meios de comunicação social, empresas de cartão de crédito e assim por diante, são responsáveis por estabelecer a confiança na nossa economia. E estes intermediários executam toda a lógica de negócios e transações de todo o tipo de comércio, de autenticação, contabilização, identificação de pessoas, através de compensação, liquidação e manutenção de registros.

Esse conceito está sendo ampliado, onde blockchain não só poderá ser usado para registrar ativos financeiros, mas, por exemplo, pontos de lealdade, propriedade intelectual, música, arte, crédito de carbono e outros ativos.

Então pela primeira vez na história humana, as pessoas em todos os lugares podem confiar uns nos outros e transacionar não só por uma grande instituição, mas pela colaboração, por criptografia e por algum código inteligente. O maior exemplo é a criptomoeda Bitcoin.

O Blockchain tem o potencial para reduzir o risco sistêmico e fraude financeira, ao automatizar processos que anteriormente eram demorados e feitos manualmente, tais como realizar a transferência de propriedade, gerenciar risco, cobrar impostos, entre outros.

Um recente relatório do Fórum Econômico Mundial prevê que em 2025 os 10% do PIB serão armazenados em blockchains relacionados com a tecnologia. No entanto, ainda há uma falta de compreensão sobre o que é e o que ele faz.

Por esse motivo, o FORUM BLOCKCHAIN 2017 vai promover essa discussão, através de painéis de debates e palestras especiais, voltados aos profissionais das áreas de finanças, tecnologia, administração, gestores de negócios, consultoria, startups, desenvolvimento, acadêmicos, governo, instituições públicas, entre outros.